Marcel Duchamp, Caixa 1914

Duchamp caixa 1914

Existe um paradoxo na história da arte da primeira metade do século 20.

Apesar das possibilidades da reprodutibilidade do inicio do século gerados pela fotografia e outros meios de reprodução, o que se desenvolveu até o final dos anos 50 no universo da artes ainda estava voltado às buscas das especificidades das linguagens artísticas como pintura, escultura, e na valorização do artista como um gênio, representado por sua habilidades manuais e competências em representar e re-apresentar o mundo, a partir de seu ponto de vista individual e através de uma obra única, seja ela pintura ou escultura.

Um dos primeiros artistas a se dar conta das possibilidades que os meios técnicos fotográficos ofereciam, foi o artista Marcel Duchamp. Com seus múltiplos de arte chamados Caixas Marcel Duchamp da início a uma produção que iria alterar os valores e conceitos sobre a aura de uma obra de arte. “Com a fotografia, o valor de culto começa a recuar, em todas as frentes, diante do valor de exposição (Walter Benjamin). E Duchamp atento às mudanças de valores que vinham desde o início do século cria o seu museu portátil a partir de fotos e depois com esculturas e múltiplos de seu ready mades.

Duchamp 1913

No inicio do século em 1914 Marcel Duchamp depois de abalar as convenções e cânones das belas artes e das artes plásticas com seus ready mades como porta garrafas, e roda  de bicicleta começa a pensar outros modos de atuar dentro do universo de artes se apropriando se seus próprios trabalhos através de fotografias, descontextualizando-os e re-contextualizando-os.

Duchamp caixa de 1914

Marcel Duchamp cria o seu primeiro museu portátil ou múltiplos  “Caixa” 1914, com 3 exemplares (ou 5) para oferecer toda sua produção e uma caixa que viria se transformar em malas em suas próximas edições. A primeira Caixa incluiu 16 reproduções fotográficas de notas e manuscritos e o desenho Avoir l’apprendi dans lesoleil (abaixo). Nestas notas estavam elaboradas e detalhadas referências de todas as facetas de sua iconografia e de produção. Sim… em uma caixa de fotografia da Kodak, ele acomodou todo um período de idéias e conceitos de sua produção.

duchamp caixa 1914

Neste mesmo ano Alemanha declara guerra a Franca, então Duchamp arruma suas malas e parte em 1915 para Nova York a convite de Walter Conrad Arensbergs a quem ele havia dado uma das primeiras caixas de presente no ano de 1914 quando este o visitou em Paris.

Duchamp continuaria a produzir mais series de caixas se utilizando de reproduções fotográficas e outros meios de reprodução para transformar sua obra em uma coleção particular que cabia em uma mala! Um pequeno Museu portátil indo contra todas as frentes teóricas da época que valorizavam o gesto do artista e obra única!

referencias: http://www.embap.pr.gov.br/arquivos/File/anais3/bernadette_panek.pdfhttp://www.studium.iar.unicamp.br/31/4.htmlhttp://www.marcelduchamp.net

Múltiplos e edições de arte, Guggenheim Berlim

guggenheim berlim gabriel orozco multiplos de arte

Segunda feira a entrada é grátis!

Na loja do Guggenheim Museu é possível encontrar obras de varios artistas contemporâneos e durante a exposição de Gabriel Orozco existem este conjunto de três fotos emolduradas no tamanho aproximado de 20x30x04 em tiragens de 50 unidades, que podem ser compradas por apenas 1.400 euros. As fotos retratam formas naturais que mixam areias, pedras e aguá na ilha onde Gabriel Orozco recolheu os materiais para sua instalação Sandstars 2012 que esta exposta na sala do Museu Guggenheim de Berlim até dia 21.10.12. se você ainda não conhece o trabalho deste artista contemporâneo é só seguir o link!

Guggenheim berlim edições de arte

guggenheim berlim múltiplos de arte

Na loja do Guggenheim de Berlim encontrei também estes óculos com desenhos de montanhas em sua lentes realizados pela empresa de design que de Berlim especializada em óculos que unem arte design e esporte.Guggenheim berlim múltiplo e edição E esta edicão de arte deve estar fazendo anos no Guggenheim de Berlim,  acho que esta na vitrine à mais de um ano, considero o trabalho bem interessante mas acho que comprar um desenho ou uma aquarela da artista contemporânea deve sair o mesmo preço!

Fica as dicas para quem estiver passando pela exposição dar uma conferida na lojinha do Museu Guggenheim em Berlim, e se você não quer gastar para visitar o Museu, vai de segunda feira a entrada é grátis!

Gabriel Orozco

gabriel orosco em berlim

Asterisms é um projeto do artista contemporâneo Gabriel Orozco criado para esta eposição no Museu Guggenheim de Berlim que vai até dia 21.10.12. O projeto se divide em duas partes uma instalação Sandstars 2012 com 1,188 objetos encontrados, que incluem metal, vidro, papel higiênico, pedras, e outros materias orgânicos e não orgânicos na parte central da sala e um conjunto de fotos Astroturf Constellations 13 fotografias com 99 cromos no tamanho de 10.2x 15,2cm. Todos o bjetos para esta instalação artistica no chão da sala foram encontrados na Baia da California Sur e os objetos para esta coleção menor de objetos organizados nesta vitrine display em um campo de futebol próximo a sua casa em Nova Iorque.

gabriel orozco em berlim

fotos de gabriel orozco

gabriel orozco

gabriel orozco fotos

fots gabriel orozco detalhe

gabriel orozco em berlim

Na exposição também existe uma edição de fotos do trabalhos do artista contemporâneo Gabriel Orozco a preços acessíveis e no segundo andar meio escondido próximo a loja do Guggenheim um video sobre a história do Artista!

documenta de kassel Thomas Bayrle

documenta de kassel thomas bayrle

Thomas Bayler na documenta de kassel 13

documenta de kassel

ao entrar na sala por uma escada nos deparamos com um espaço de escalas monumentais que abriga as obras do artista contemporâneo Thomas Bayler no pavilhão Documenta-Halle, Du-Ry-Straße próximo do Museu Fridericianum.

Thomas Bayler ocupa o espaço de modo inteligente e projeta o espectador para um Continue reading

dOCUMENTA (13) Renata Lucas, ontem areias movediças

renata lucas na documenta13

Renata Lucas rompe limites da arquitetura e dialoga com espaço urbano utilizando novas tecnologias e referindo-se a história da cidade de Kassel. Ontem areais movediças é o titulo da intervenção criada pela artista contemporânea. Continue reading

Joseph Beuys documenta 13

joseph beuys

Lembrança da documenta de kassel 7, 1982,

Trabalho 7000 Eichen ou 7000 carvalhos, para cada pedra retirada da frente do Museu Fridericianum  in Kassel deveria ser plantada um árvore de carvalho, aqui vemos uma destas árvores e uma pedra na frente do Museu Neugalerie em Kassel em 2012,  a última arvore plantada na documenta 8 finalizou esta ação que envolveu toda a população da pequena cidade de Kassel.  Em frente a Neugalerie foi também o lugar onde Joseph Beuys assina seu múltiplo Intuition, que comentamos no blog.

Residência Artistica

Residência Artistica Convocatória Internacional

foto do blog marcela alves

Estamos divulgando esta residência artistica porque conhecemos bastante a região de Visconde de Mauá onde passamos varias férias e feriados no inicio dos anos 2000. Visconde de Mauá é cidade magica, com lindas cachoeiras e lagos, uma oportunidade fantástica para realizar trabalhos e propostas artisticas ao lado de uma natureza exuberante, corra pois que as inscrições vão até 18 Agosto 2012!

Continue reading

Anna Maria Maiolino documenta 13

   Aqui e Lá, Anna Maria Maiolino documenta de kassel 2012documenta 13 anna maria maiolino

Sons de pássaros, uma fila de espera para entrar na instalação de Anna Maria Maiolino na documenta de Kassel 13. Somente um pequeno grupo de visitantes pode adentrar na casa, o tempo de espera nos prepara para a entrada no universo surreal  desta artista. Continue reading

documenta 13 Ida Applebroog

documenta de kassel instalações

Ida Applebroog no primeiro dia de Documenta 13 realizou uma passeata pelas ruas de Kassel, em grupos divididos em 4 os participantes da passeata portavam  placas com frases que foram retiradas de seus cadernos de desenhos e de seu arquivo pessoal  colecionados por 13 anos. Continue reading

Claes Oldenburg em Colônia

escultura de claes oldenburgInstalado sobre o teto do Centro comercial onde começa o calçadão de lojas do comércio em Colônia o grande sorvete de 10 metros de altura de  Claes Oldenburg e Coosje van Bruggen derrete-se no esquina de grande movimento comercial da cidade, um comentário irônico sobre o consumo e o mundo dos produtos, um simbolo da transitoriedade de nossos tempos! Continue reading